quarta-feira, 29 de setembro de 2010

schhh


Guarda-me no silencio dum beijo, numa despedida temporária.
Guarda ainda todo o tempo experimentado entre noites e dias de puro estado de sonho.
Silencia-te comigo, apaga a luz e fecha a porta por dentro.
Eu "prometo" não acordar-te. Se tu prometeres não dormir!

schhhh



:)

8 comentários:

Stargazer disse...

Lalisca,

talvez um dos teus textos que mais me marcou. Adorei ler-te!

Beijo perpétuo,

Alentejanito disse...

Promessa feita e mais que cumprida ;)

Ulisses disse...

Promessas...

:)

BlackQuartzo disse...

Vou manter-me acordado...



beijo

Serge disse...

era impossivel dormir ;)

bj doce

@tt disse...

Não se dorme nesse silêncio, baby...


=))
Espero-te?

João Lenjob disse...

O beijo as vezes fala por si só.
Muito bom!! Aguardo você no meu, http://lenjob.blogspot.com que todos os dias atualizo com cinco novos poemas meus.

João Lenjob

Tal Sentimento
João Lenjob

Quando eu vi o seu olhar
E senti o amanhecer
O sol nascer, nasceu você
Meu coração que renasceu
No seu olhar, presente meu
Para eu sorrir, seu coração
E o seu sorriso, minha emoção
Quando eu senti você me abraçar
E jorrar alegria no tal sentimento
No firmamento o céu apareceu
No juramento você apareceu
Com alegria que não tem fim.

Desejo Evidente disse...

Um segredo digno de conservar.