terça-feira, 27 de dezembro de 2011

Burning Bridges


Devemos deixar arder certas pontes.
(...)
Especialmente as que não nos levam a lugar nenhum.
(...)

9 comentários:

BlackQuartzo disse...

...e criar novas formas que nos levem ao destino.

Desejos Paixão disse...

vejo que és intensa nas palavras, não tenho o dom da escrita apenas de dizer o que me vai na mente, obrigado pela tua visita, e essas pontes o nenhum as vezes torna-se em tudo, nao deixes de atravessar pontes.

beijos :)

Lalisca disse...

Desejos "lugar nenhum" até é mesmo lugar nenhum e obviamente o cliché de lugar comum tambem lhe está inerente!
Bem vindo à blogo-esfera, longa vida te desejo, num menú por vezes tão efémero!

um beijo

Stargazer disse...

Sem dúvida alguma! Até porque quando vale mesmo a pena, até a nado se atravessa o rio.

Beijo da outra margem :)

ElSolittario disse...

burn it!
;)

O Santo Diabinho disse...

Nem sempre o instinto nos leva pelo melhor caminho, por vezes nem existe caminho, por vezes está tão escuro que não se vê...

Incendeia as pontes...
A realidade vem da nossa cabeça...

Beijo(te)

Lalisca disse...

Santo a realidade é que é! Depois cabe a nós modifica-la, eu sou um pouco temperamental...digamos assim.

Beijo(te)(de volta)

Libertya... disse...

Não precisas de as incendiar Musa, basta que as marques com o teu Salto Alto! Será chama suficiente para que perdure... e faça a História ser o que é. ;)

Beijo pirómano... Ehehehe

LEO disse...

Ola delicinhas!
2012 de muito tesão e Prazer!
BJSSSS
LEO